Acompanhe-nos no Facebook, curtindo nossa página : Flanáticos PELO Mengão

JUNIOR

Nome: Leovegildo Lins Gama Junior
Nascimento: 29 de junho de 1954
Local: João Pessoa – PB
Posição: Lateral-direito e esquerdo / Meio-campo (uaal)
Período: 1974 a 1984 e 1989 a 1993
Jogos pelo Flamengo : 872 (JOGADOR QUE MAIS VEZES ATUOU NA HISTÓRIA DO CRF)
Gols pelo Flamengo: 77 ( 35º maior artilheiro da história do CRF)
Títulos: Mundial Interclubes de 1981; Taça Libertadores da América de 1981; Campeonatos Brasileiros de 1980,1982,1983 e 1992; Copa do Brasil de 1990; Campeonatos Cariocas de 1974, 1978, 1979-Especial, 1979-Estadual, 1981 e 1991;Taças Guanabara de 1978, 1979, 1980, 1981 e 1982; Taças Rio de 1978, 1983 e 1991; 1º turno do Campeonato Carioca Especial de 1979, 2º turno dos Campeonatos Cariocas Especial e Estadual de 1979, 3º turno dos Campeonatos Cariocas de 1974, 1979-Estadual e 1981; Taça Estado do Rio de Janeiro de 1991; Taça Cidade do Rio de Janeiro de 1991; Troféus Ramón de Carranza de 1979 e 1980; Torneio Palma de Mallorca de 1978; Torneio Cidade de Santander de 1980; Torneio Internacional de Nápoles de 1981;Torneio Internacional de Hamburgo de 1989; Copa Marlboro de 1990; Taça dos Campeões Brasileiros de 1992; Torneio Quadrangular de Goiás de 1975; Torneio Quadrangular de Jundiaí de 1975; Torneio Prefeito do Distrito Federal de 1976; Torneio Quadrangular de Mato Grosso de 1976;e Torneio Libertad de 1993.

HISTÓRICO
Leovegildo Lins Gama Junior, o Junior, viveu grandes conquistas na Nação Rubro-Negra. No começo de sua carreira, jogou como lateral-direito, mas também mostrou que tinha habilidade para atuar como lateral-esquerdo e no meio de campo. Foi um dos jogadores mais amados da Nação Flamenguista e o RECORDISTA em número de jogos com a camisa rubro-negra. Ao todo, foram 872 partidas, nas quais marcou 77 gols.
Jogador da “Geração de Ouro” do clube, Junior era conhecido como “Capacete”, por causa do cabelo black power que usava na década de 70. Anos depois, era chamado de “Vovô Garoto”, por ser o mais velho do time e pela disposição que mostrava nos jogos, como um garoto.
Depois de passar pelo futebol italiano, entre 1984 e 1989, voltou ao Flamengo, onde jogou por mais quatro anos. Após encerrar a carreira, em 1993, tornou-se técnico do Flamengo, permanecendo quase oito meses no cargo, de setembro de 1993 a maio de 1994. Depois voltou a ser treinador rubro-negro , entre janeiro e abril de 1997.

foto_junior23

 

LEANDRO

Nome: José Leandro de Souza Ferreira
Nascimento: 17 de março de 1957
Local: Cabo Frio – RJ
Posição: Lateral e Zagueiro
Período 1978 – 1990
Jogos pelo Flamengo : 414 ( É o 14º jogador que mais atuou na história do CRF)
Gols pelo Flamengo: 14
Títulos: Mundial Interclubes de 1981; Taça Libertadores da América de 1981; Campeonatos Brasileiros de 1982, 1983 e 1987; Campeonatos Cariocas de 1978, 1979 – Especial, 1979 – Estadual, 1981 e 1986; Taças Guanabara de 1978, 1981, 1982, 1984 e 1988; Taças Rio de 1978, 1983, 1985 e 1986; 1º turno do Campeonato Carioca Especial de 1979, 3ºturno dos Campeonatos Cariocas de 1979-Estadual, 1981 e 1987; Torneio Internacional de Punta Del Este de 1981; Torneio Internacional do Gabão de 1987; Copa Kirin de 1988; e Torneio Colombino de 1988.

HISTÓRICO

Leandro foi um grande laeral-direio da história do clube, considerado por muitos o melhor e um símbolo de amor ao Flamengo. Apelidado de ”Peixe Frito”, apresentava um futebol inteligente, técnico, habilidoso, defendia e atacava com a mesma eficiência.
Uma das jogadas inesquecíveis de Leandro com a camisa do Flamengo foi um gol marcado de fora da área, uma bomba contra o Fluminense que decretou o empate, em 1×1, aos 45 minutos do segundo tempo, em 1985. Na ocasião, se o Flamengo perdesse a partida para o Fluminense, seria eliminado do Campeonato Carioca.
Mas não são poucas as histórias de lances do craque. O goleio Raul conta que, certa vez, irritado com Leandro, deu um bico na bola num tiro de meta para ele não matá-la. Leandro não só amorteceu a bola com o peito como saiu jogando , driblou dois adversários e ainda ficou gritando, exaltando sua performance.
Depois da aposentadoria, chegou a trabalhar no Flamengo, mas decidiu voltar a sua cidade Natal para administrar a própria pousada.

lean

ADÍLIO

Nome: Adílio de Oliveira Gonçalves
Nascimento: 15 de maio de 1956
Local: Rio de Janeiro – RJ
Posição: Meio – Campo
Período : 1975 – 1987
Jogos pelo Flamengo: 617 ( 3º jogador que mais atuou na história do CRF)
Gols pelo Flamengo: 129 (12º maior artilheiro da história do CRF)
Títulos: Mundial Interclubes de 1981; Taça Libertadores da América de 1981; Campeonatos Brasileiros de 1980, 1982 e 1983; Taças Guanabara de 1978, 1979, 1980, 1981, 1982 e 1984; Taças Rio de 1978, 1983, 1985 e 1986; 1º Turno do Campeonato Carioca Especial de 1979; 2º turno dos Campeonatos Cariocas Especial e Estadual de 1979; 3º turno dos Campeonatos Cariocas de 1979 – Estadual e 1981; Torneio Palma de Mallorca de 1978; Troféus Ramón de Carranza de 1979 e 1980; Torneio Cidade de Santander de 1980; Torneio Internacional de Punta Del Este de 1981; Torneio Internacional de Nápoles de 1981; e Torneio Internacional do Gabão de 1987.

HISTÓRICO

O meio-campo Adílio, apelidado de ”Brown”, é o terceiro jogador com maior número de jogos disputados na história do Mengão: foram 618. Consagrou-se um dos heróis do clube por suas brilhantes atuações. Tinha uma intimidade invejável com a bola e, na área adversária, driblava um zagueiro atrás do outro até concluir a jogada e balançar a rede adversária. Aliás, foram 129 vezes!
Em muitos campeonatos, sua atuação foi decisiva, marcando gols que garantiram vitórias fantásticas e títulos importantíssimos para o clube rubro-negro: contra o Liverpool, Santos, Vasco, Fluminense e Bangu, sendo o autor do gol da vitória por 1×0, que garantiu os títulos da Taça Guanabara de 1982, contra o Vasco, e a de 1983 e 1985, ambas sobre o Bangu, por 1×0. Em 1981, o Mengo pode contar com a habilidade, criatividade e passe perfeito de Adílio para vencer o Liverpool, no Mundial de Clubes. Foi dele o segundo gol na vitória do time da Gávea por 3×0.
Ao lado de Andrade e Zico, Adílio formou um dos melhores meio de campo da história do clube.

adil

ROMÁRIO

Nome: Romário de Souza Faria
Nascimento: 29 de janeiro de 1966
Local: Rio de Janeiro – RJ
Posição: Atacante
Período: 1995-1999
Jogos pelo Flamengo: 240 ( é o 56º que mais jogou na história do CRF)
Gols pelo Flamengo: 204 ( é o 4º maior artilheiro da história do CRF)
Títulos: Campeonatos Estaduais de 1996 e 1999; Copa Mercosul de 1999; Taças Guanabara de 1995, 1996 e 1999; Taça Rio de 1996; e Taça São Sebastião de 1999.

HISTÓRICO

Em 1995, Romário veio para o time da Gávea. Com a camisa rubro-negra, participou de 240 jogos e cravou incríveis 204 gols. Uma média, no mínimo, impressionante: 0,85 gols por partida, abaixo somente dos craques Leônidas, Pirillo, Nonô, Alfredo e Durval.
Em julho de 1994, foi premiado como melhor jogador da Copa e, em janeiro de 1995, como o melhor jogador do mundo, também de 1994. Assim como foi decisivo para o Brasil na vitória do Tetra, também foi fundamental para o Flamengo na conquista do título da Taça Guanabara, em 1995. Em 1996, já era um dos ídolos da Nação Rubro-Negra. O ”Baixinho” foi peça-chave na vitória do Campeonato Estadual, quando o Mengão levantou a taça de forma invicta. Ele foi artilheiro com 26 gols em 19 partidas.
Pelo Flamengo, foi artilheiro por várias vezes: Copa Mercosul em 1999 (8 gols), Copa do Brasil em 1998 (7 gols), Torneio Rio-São Paulo em 1997 (7 gols) e Campeonato Carioca em 1996 (26 gols), 1997 (18 gols), 1998 (10 gols) e 1999 ( 16 gols).

adil

DIDA

Nome: Edvaldo Alves de Santa Rosa
Nascimento: 26 de março de 1934
Local: Maceió – AL
Falecimento: 17 de setembro de 2002
Local: Rio de Janeiro – RJ
Posição : Meia – Esquerda
Período: 1954-1963
Jogos pelo Flamengo: 358 ( 27º jogador que mais atuou na história do CRF)
Gols pelo Flamengo: 264 ( É o 2º maior artilheiro da história do CRF)
Títulos: Campeonatos Cariocas de 1954,1955 e 1963; Torneio Rio-São Paulo de 1961; Torneio Internacional do Rio de Janeiro de 1955; Torneio Internacional do Morumbi de 1957; Torneio Hexagonal do Peru de 1959; Torneio Início de 1959; Torneio Octogonal de Verão de 1961; e Torneio Triangular da Tunísia de 1962.

HISTÓRICO

Dida fez história com a camisa rubro-negra. Em 1954, atuou pela primeira vez como profissional pelo Mengão, substituindo Benítez, mas somente no ano seguinte se firmou como titular. Foi descoberto pela delegação de vôlei do Flamengo. Os Rubro-Negros assistiam a um jogo de futebol em Alagoas quando viram o talento de Dida. Logo, um representante da #Gávea o trouxe para o Rio.
Uma de suas grandes atuações foi na final do Campeonato Carioca de 1955, quando o Mengo venceu o América por 4×1, conquistando o tricampeonato. Dida levantou a torcida com nada menos que três gols nessa partida.
O atacante esteve presente na Seleção Brasileira, na Copa do Mundo de 1958, na Suécia, ao lad de mais três feras rubro-negras: Joel, Moacir e #Zagallo. Uma contusão o deixou no banco de reservas e deu lugar para o jovem #Pelé mostrar seu talento. É o segundo maior artilheiro do Flamengo, com a incrível marca de 264 gols.

adil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s